sábado, novembro 11, 2006

Elizabeth Bishop

ONE ART


The art of losing isn't hard to master;
so many things seem filled with the intent
to be lost that their loss is no disaster.

Lose something every day. Accept the fluster
of lost door keys, the hour badly spent.
The art of losing isn't hard to master.

Then practice losing farther, losing faster:
places, and names, and where it was you meant
to travel. None of these will bring disaster.

I lost my mother's watch. And look! my last, or
next-to-last, of three loved houses went.
The art of losing isn't hard to master.

I lost two cities, lovely ones. And, vaster,
some realms I owned, two rivers, a continent.
I miss them, but it wasn't a disaster.

Even losing you (the joking voice, a gesture
I love) I shan't have lied. It's evident
the art of losing's not too hard to master
though it may look like (Write it!) like disaster

3 Comments:

Blogger MGReis said...

Dois lindíssimos poemas.
Gostei muito.

Abraço
M

domingo, novembro 12, 2006 2:13:00 da tarde  
Blogger Sofocleto said...

The art of killing isn't hard to master:

Esta foi a resposta do “Correspondente para os assuntos do Médio Oriente» Aasif Mandvi, do Daily Show, à pergunta de Jon Stewart sobre a descrição que a Secretária de Estado Condoleezza Rice fez da horrível violência no Médio Oriente, chamando-lhe «dores de parto». Rice acrescentou também que cada crise traz consigo uma oportunidade.

Jon Stewart: Então não há ressentimentos pelas mudanças terem sido impingidas aí?

Aasif: Não, não, de forma nenhuma. Ao longo dos anos, habituámo-nos a pensar em nós como vocês pensam de nós: minúsculas gotas abstractas num possível campo petrolífero. Estamos sempre desejosos de experimentar as últimas teorias dos vossos cientistas políticos.


Jon Stewart: É uma forma incrível de enfrentar uma situação terrível.

Aasif: Penso que não é diferente da forma como a vossa nação reagiu aos acontecimentos do 11 de Setembro. Um dia difícil, uma grande oportunidade.

Vídeo – 4:18m

terça-feira, novembro 14, 2006 10:31:00 da manhã  
Blogger JMS said...

Obrigado pelo link, Sofocleto. Grande peça de humor político. E o canibal Bush quase diz tudo, no fim, quando fala em "Arranjar problemas para lidar com as $oluções" (bom, não é exactamente isto que ele diz, mas era isso que ele diria, se não fosse um mentiroso compulsivo).

terça-feira, novembro 14, 2006 12:27:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home