domingo, fevereiro 19, 2006

DOIS POEMAS SÂNSCRITOS

Eu sou tu e tu és eu:
concordávamos outrora.
Não sei que aconteceu.
Sei apenas que, agora,
tu és tu e eu sou eu.
(Bhartrhari)


*

Concede-me, Fortuna, outra provação,
escolhe para mim outro destino
qualquer coisa que não isto, isto não:
ser poeta num país de filistinos.
(Anónimo)



Versão (a partir do inglês) de José Miguel Silva

1 Comments:

Blogger Olho Pineal said...

E este:

http://antologiadoesquecimento.blogspot.com/2005/09/un-en-deux.html ?

segunda-feira, fevereiro 20, 2006 10:00:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home