terça-feira, maio 09, 2006

Ana Paula Inácio

o que tens para dizer
senão a tua presença imperfeita,
o teu rosto de areia,
atravessaste Séneca a pé?

o que dizes está gravado
sobre a mesa tens copo, tens vinho.

o que poderás dizer
que não se dissolva em pó?

Atira antes pedras
margas, basalto, xisto.

8 Comments:

Blogger Vida Involuntária said...

Então não há "coisinhos" a elogiar esta poeta, simultaneamente contida e intensa?

sexta-feira, maio 12, 2006 6:52:00 da tarde  
Anonymous O COISINHO DA ANACONDA EMPLUMAD said...

Acrobacias


sentados em Trafalgar Square
no intervalo de amigos
com o tempo entre as mãos
treinávamos o nosso inglês
num inquérito de revista
com Francis Bacon na capa
que perguntava:
qual dos membros
– superiores ou inferiores –
preferíamos perder
(esta ablação em língua estrangeira
tornava-se indolor, quase anestesiada)
respondeste: os braços
as pernas conservá-las-ias
como a liberdade de poder andar
respondi: as pernas
não queria ver-me
impedida de abraçar.
Assim juntando as nossas
perdas eu abraço-me a ti
e peço-te anda, mostra-me o mundo
e quando nos cansarmos
abraçar-me-ás, então, com as pernas
e eu
andarei com os braços.

ou


amanhã vou comprar umas calças vermelhas
porque não tenho rigorosamente nada a perder:
contei, um a um, todos os degraus
sei quantas voltas dei à chave,
sublinhei as frases importantes,
aparei os cedros,
fechei em código toda a escrita.

Amanhã comprarei calças vermelhas
fixarei o calendário agrícola
afiarei as facas
ensaiarei um número
abrirei o livro na mesma página
descobrirei alguma pista.



se fossem estes por mim tudo muito bem. :)
p.s coisinhos?!!ha so um;e este e mais nenhum!ora bolas!!

sexta-feira, maio 12, 2006 7:42:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Marga xisto basalto? Magalhães, magalhães, magalhães. Estou farto

segunda-feira, maio 15, 2006 2:10:00 da tarde  
Blogger JMS said...

Estás farto? Emigra, anónimo, que a abertura das fronteiras está aí para alguma coisa. Boa viagem.

segunda-feira, maio 15, 2006 4:34:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Essa teve piada, JMS. Muita piada mesmo. Anda bem que há blogues assim. RPM

segunda-feira, maio 15, 2006 10:38:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Queria dizer "Ainda bem". RPM

segunda-feira, maio 15, 2006 10:39:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Tenho pena é que a Ana não publique mais. RPM

segunda-feira, maio 15, 2006 10:40:00 da tarde  
Blogger r. said...

Descobri Ana Paula Inácio, no livro de contos "Os invisíveis". E agora o poema, belíssimo.

terça-feira, agosto 22, 2006 3:22:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home