terça-feira, março 06, 2007

Gerrit Kouwenaar

TEM AINDA UMA PESSOA


Tem ainda uma pessoa de contar os seus verões, de lavrar
ainda a sua sentença, tem de nevar-se ainda o próprio Inverno

tem ainda de fazer compras antes que a escuridão
pergunte o caminho, velas pretas para usar na cave

tem de infundir coragem aos filhos, tomar a medida
às filhas para um arnês, ensinar a água gelada a ferver

tem ainda de apontar ao fotógrafo o charco de sangue
desabituar-se da casa, mudar a fita à máquina de escrever

tem ainda de abrir a cova para uma borboleta
de trocar o instante pelo relógio do pai.

(Tradução de Fernando Venâncio)

2 Comments:

Anonymous alexandra said...

eu gostei tanto deste poema que nem sei.

quarta-feira, março 07, 2007 11:27:00 da manhã  
Blogger JMS said...

é muito bonito, é.

quarta-feira, março 07, 2007 1:43:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home